Pela primeira vez, advogada trans será presidente de comissão da OAB


Foto: Arquivo Pessoal/Amanda Baliza

A goiana Amanda Souto Baliza, de 30 anos, é a primeira advogada transexual a tomar posse em uma comissão da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO). Ela se tornou a chefe da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero (CDSG).

Segundo a entidade, Amanda também é a única presidente de uma comissão em seccional da OAB no Brasil. Outra advogada trans preside uma comissão em subseção na cidade de Hortolândia, interior de São Paulo.

Ela foi nomeada por meio de solenidade virtual na segunda-feira (7), em Goiânia. Amanda foi a primeira mulher trans a modificar o registro profissional na ordem, após a alteração de seu registro civil. A advogada conta o quanto é importante atuar na comissão que luta pela mesma causa em que acredita.

“Hoje eu posso afirmar, com certeza, que pela primeira vez na vida eu tenho trabalhado com o que gosto e com o que acredito. Não acho que vou mudar o mundo, mas penso que posso ajudar pelo menos um pouquinho”, pontuou.

Amanda é natural de Estrela do Norte, cidade do interior de Goiás. Ela iniciou o curso de direito aos 16 anos e se formou aos 21. A advogada estuda sobre os direitos LGBTI+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e pessoas Intersex) desde que estava na faculdade. Com informações do G1.