Estabelecimentos de Natal devem medir a temperatura de colaboradores


A Prefeitura de Natal publicou, nesta quinta-feira (30), um novo decreto dispondo sobre medidas para evitar a proliferação do novo coronavírus na cidade. Entre as disposições estão obrigações para cidadãos e comércios que envolvem o uso de máscaras em local público, o estímulo ao teletrabalho e a necessidade de os estabelecimentos controlarem a temperatura dos colaboradores através de termômetro digital infravermelho de testa. A tecnologia auxilia na triagem sem a necessidade de contato físico ou compartilhamento de equipamento.

A medida está disposta no art. 6º do decreto e ainda indica que, se verificada febre no colaborador, ele deve ser dispensado do trabalho e buscar auxílio médico. Para essa triagem diária no entanto, além do termômetro digital, outro equipamento pode ser utilizado por estabelecimentos comerciais para checar a temperatura, tanto de colaboradores como de clientes: as câmeras térmicas. Elas atuam de uma forma mais eficiente por conta da velocidade e capacidade de medir com exatidão a temperatura de mais pessoas ao mesmo tempo. “As câmeras térmicas já são amplamente utilizadas em outros países para a triagem de pessoas por permitir o monitoramento remoto sem precisar de contato, o que ajuda para prevenir o contágio”, explica Erich Rodrigues, diretor da Interjato Soluções.

O equipamento funciona convertendo as radiações emitidas pelos corpos das pessoas em um valor térmico através de algoritmos específicos. Com isso, é possível realizar uma triagem sem contato físico, com até cinco metros de distância, e com a eficiência de 60 pontos de detecção por minuto, além de permitir a visualização em tempo real. Dessa forma, comerciantes e empresários podem, além de cumprir o decreto do município, ampliar a triagem dentro de seus estabelecimentos e dar mais segurança aos clientes presentes.