Coworking da 6ª Vara da JFRN ganha menção honrosa no Prêmio Ajufe de Boas Práticas de Gestão


O coworking implantado pela 6ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, unidade especializada em processos de execução fiscal, foi destaque no Prêmio Ajufe de Boas Práticas de Gestão onde recebeu menção honrosa. O espaço de compartilhamento nessa unidade foi possível após a migração de todos os processos em tramitação para o PJe, incluindo os 15.000 suspensos e arquivados sem baixa, e a ampliação do teletrabalho.

 Assim, o espaço que antes estava cheio de processos se converteu numa Secretaria Colaborativa, possibilitando que servidores das Subseções possam trabalhar com mais frequência em Natal e que, nos horários de maior custo de energia elétrica, seja estimulado o uso do coworking a fim de reduzir despesas. Inclusive o uso desse espaço compartilhado foi regulamentado pelo então Diretor do Foro da JFRN, Juiz Federal Marco Bruno Miranda, que é o titular da 6ª Vara.

 A prática da 6ª Vara se coloca de forma muito relevante a partir do próprio design organizacional do Poder Judiciário. Ademais, ela reforça a ideia de desterritorialização no âmbito da Justiça Federal, como consequência da virtualização¿, analisa o magistrado.