TRE absolve Haddad da acusação de caixa 2 durante campanha de 2012


Foto: Marlene Bergamo

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo absolveu por unanimidade o ex-prefeito Fernando Haddad do crime de caixa 2, durante a campanha eleitoral para Prefeitura de São Paulo, em 2012. O tesoureiro Francisco Macena também constava no processo e foi beneficiado pela decisão.

Os dois haviam sido condenados pelo crime de falsidade ideológica eleitoral pela primeira instância da Justiça Eleitoral, sob a acusação da inexistência de materiais gráficos declarados na prestação de contas. O Tribunal entendeu, no entanto, que não havia provas da falsidade e absolveu o ex-prefeito.

“Os materiais de campanha foram comprovadamente produzidos por gráficas que atuaram para mais de 20 partidos políticos. A acusação era insustentável”, destaca o advogado do ex-prefeito Pierpaolo Bottini.

VEJA