“Perder parte do ministério para Onyx é humilhação”, diz Maia sobre Guedes


O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) comentou nesta 4ª feira (21.jul.2021), em seu perfil no Twitter, sobre a reforma ministerial feita pelo presidente Jair Bolsonaro e alfinetou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Perder parte do ministério para o Onyx é uma humilhação”, disse Maia sobre a decisão do presidente de passar a Onyx Lorenzoni o comando do lançamento de programas de empregos elaborados pela equipe de Guedes para a retomada da economia no pós-covid.

O ex-presidente da Câmara também fez críticas à escolha de Bolsonaro. Para ele, Onyx é um “incompetente”.

“Alguém poderia me dar um exemplo de alguma coisa boa que o Onyx fez à frente da Casa Civil e do Ministério da Cidadania? O Bolsonaro colocou um incompetente para cuidar do principal problema do Brasil que é a questão do emprego”, afirmou.

Guedes confirmou nesta 4ª feira (21.jul.2021) a mudança organizacional em curso dentro da sua alçada. Sem demonstrar preocupações, disse em live mais cedo, que as novidades incluem acelerar o ritmo de criação de emprego no país.

“O script para esse ano está muito claro: saúde, emprego e renda”, disse Guedes.

Os programas que Onyx deve assumir são o BIP (Bônus de Inclusão Produtiva) e o BIC (Bônus de Incentivo à Qualificação), que visam a criação de primeiro emprego com o governo bancando uma bolsa para essas vagas e as empresas a outra metade. A ideia é criar 2 milhões de postos em 1 ano.

Poder360