Paraná Pesquisas: Lula lidera com 35%, Bolsonaro tem 29% e Moro aparece com 11%


Foto: Sérgio Lima

Levantamento Paraná Pesquisas indica que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida eleitoral ao Palácio do Planalto com 34,9% das intenções de voto. Em seguida, estão o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com 29,2%, e o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro, com 10,7%. Eis a íntegra (954 Kb).

A pesquisa utilizou uma amostra de 2.020 eleitores, estratificada de acordo com sexo, faixa etária, grau de escolaridade, nível econômico e posição geográfica, por meio de entrevistas presenciais.

O levantamento entrevistou eleitores com 16 anos ou mais, em 26 Estados e Distrito Federal e em 164 municípios brasileiros, entre os dias 16 e 19 de novembro de 2021. A margem estimada de erro é de 2%.

No 1º cenário avaliado, Ciro Gomes (PDT) aparece em 4º lugar, com 6,1% das intenções de voto. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), marca 3,1%. Luiz Henrique Mandetta (DEM) aparece com 1,2%.

Os outros 3 possíveis candidatos da chamada “3ª via” têm menos de 1%. Simone Tebet (MDB) aparece com 0,6% e Alessandro Vieira (Cidadania) e Rodrigo Pacheco (PSD) têm 0,4% cada.

No 2º cenário, com o tucano Eduardo Leite no lugar de João Doria, Lula marca 35,1%, Bolsonaro aparece com 29,8%, Moro tem 11% e Ciro se mantém com 6,1%.

Eduardo Leite pontua 1,6% –desempenho menor do que o de João Doria no 1º cenário. Mandetta marca 1,4%, Simone Tebet tem 0,5%, Alessandro Vieira, 0,4% e Rodrigo Pacheco aparece com 0,3%.

2º TURNO

Nos 2 cenários testados para um eventual 2º turno nas eleições de 2022, o ex-presidente Lula vence. A pesquisa testou o petista contra Jair Bolsonaro e também contra Sergio Moro. Eis os resultados:

  • Lula x Bolsonaro – o petista tem 42,5% e o atual presidente marca 35,6%. Brancos e nulos são 18,1% e 3,8% não sabem, ou não responderam;
  • Lula x Moro – o ex-presidente aparece com 40,7% das intenções de voto contra 29,8% do ex-juiz. Os que votam branco ou nulo são 26,1% e 3,4% não sabem ou não responderam.

Poder360