Depoimento de presidente da Anvisa à CPI da Pandemia é adiado para terça-feira (11)


O depoimento do presidente-diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, à Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia de Covid-19 foi adiado para a próxima terça-feira (11).

Com o novo cronograma, a oitiva do ex-secretário de Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten foi transferida para quarta-feira (12). Já os depoimentos da presidente da Pfizer Brasil, Martha Dias, e do ex-presidente da empresa, Carlos Murillo, foram remanejados para quinta-feira (13). No entanto, a sessão marcada para ouvir o diplomata e ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi mantida para quinta-feira.

Diante das alterações, os representantes do Instituto Butantan e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ficam sem datas definidas para comparecerem à CPI.

As assessorias de comunicação dos senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), presidente e vice-presidente da Comissão, respectivamente, informaram que ainda discutem uma forma de manter os depoimentos de representantes do Butantan e da Fiocruz na próxima semana. Até o momento, a avaliação é de que seriam necessárias sessões de terça até sexta-feira (14).

Antonio Barra Torres, presidente-diretor da Anvisa

Fonte: CNN Brasil