Anvisa recomenda que Bolsonaro e integrantes da comitiva fiquem em quarentena


Após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testar positivo para Covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enviou, no início da madrugada desta quarta-feira (22/9), ofício à Casa Civil da Presidência da República recomendando isolamento aos integrantes da comitiva presidencial que estiveram em Nova York nos últimos dias.

A recomendação da agência é de isolamento de 14 dias para todos que tiveram contato com o ministro. No documento, a Anvisa pontua que a situação deve ser objeto de apreciação imediata pela Casa Civil.

O presidente Jair Bolsonaro desembarcou em Brasília por volta de 7h desta quarta-feira (22/9) e foi para o Palácio da Alvorada, Residência Oficial da Presidência da República. O mandatário possui apenas um compromisso oficial na agenda pública desta quarta: reunião com o subchefe para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência, Pedro Cesar Sousa, às 16h. Não foi informado o local da reunião.

Procurada, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) não informou se o presidente cumprirá o isolamento recomendado pela Anvisa.PUBLICIDADE

Diagnosticado horas antes do retorno previsto ao Brasil, o ministro da Saúde disse estar assintomático. Ele cumprirá quarentena no hotel em que já estava hospedado em Nova York. É o segundo caso de infecção pela doença na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que viajou para a 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Metrópoles/Fotos: John Minchillo