Vereadores de Natal aprovam projeto que institui Programa de Saúde do Homem

Vereadores de Natal aprovam projeto que institui Programa de Saúde do Homem


O Projeto de Lei n° 211/2018 aprovado na Câmara Municipal de Natal, em , Sessão Ordinária nesta quinta-feira (17), institui o Programa Municipal de Saúde do Homem. Pela proposta, a política deve incluir ações de prevenção, detecção precoce, diagnóstico e tratamento de doenças e agravos à saúde que acometam exclusiva ou predominantemente a população masculina.

Ainda conforme o texto, de autoria do vereador Franklin Capistrano (PSB), os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) devem fazer ampla divulgação do projeto. Capistrano argumentou que, devido a fatores culturais, os homens são mais avessos aos cuidados com a saúde. “Ademais, inadequações administrativas e de capacidade de atendimento dos serviços públicos desencorajam a procura por atendimento”, afirmou.

“Os homens vivem em média sete anos menos do que as mulheres. O preconceito e a falta de tempo ainda são as causas apresentadas por eles para esta ausência de cuidados. Dito isso, a matéria em questão visa prevenir doenças e difundir a qualidade de vida masculina, contribuindo para a diminuição dos problemas de saúde em nossas crianças, jovens e adultos”, afirmou o parlamentar.

Em seu discurso, a vereadora Nina Souza (PDT) defendeu a proposição. “É de conhecimento geral que as mulheres buscam mais os serviços de saúde e são mais atentas nos cuidados com o corpo e a mente. A imensa repercussão da campanha Outubro Rosa é um bom exemplo disso. Então, é preciso que o poder público institua programas de garantia para a saúde masculina, além de conscientizar a população acerca dos perigos da ausência dos procedimentos preventivos”.

Na sequência, recebeu parecer favorável um projeto apresentado pelo vereador Chagas Catarino (PDT), que institui a Semana de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying e Cyberbullying) nas escolas municipais. Entre outras atribuições, caberá aos educadores da rede municipal de ensino, com apoio da Secretaria Municipal de Educação, combater qualquer ato violento, intencional e repetido contra pessoas indefesas no ambiente escolar, bem como sensibilizar os alunos envolvidos e seus responsáveis para que a violência não se repita.

“Temos que provocar uma reflexão mais profunda sobre a violência nas escolas e as consequências do bullying por meio de palestras, debates, encontros e atividades educativas que propiciem uma interação entre pais, familiares, alunos e sociedade”, pontuou Chagas.

Por fim, o plenário da Casa aprovou um texto encaminhado pelo vereador Preto Aquino (Patriota) que institui o Dia Municipal do Profissional Coach na capital potiguar. “O Coach é um profissional muito importante, pois atua como guia para auxiliar as pessoas através de técnicas de aprimoramento para buscarem seus objetivos e encontrarem uma carreira em que se encaixem. Portanto, faz-se necessário reconhecer o significado social desse trabalho”, concluiu o autor da matéria.

 

Foto: Elpídio Júnior