tribunal goiano cria comissão permanente de inclusão
22 de junho de 2018

Tribunal goiano cria comissão permanente de inclusão


O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Gilberto Marques Filho, instituiu a Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão, por meio do Decreto Judiciário nº 857/2018. A iniciativa atende à resolução nº 230 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Fazem parte da comissão a juíza auxiliar da presidência Maria Cristina Costa; a juíza Denise Gondim de Mendonça, de Araçu, representando a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego); a servidora Larissa Conceição Bomfim Alves, da Divisão de Gestão Documental da Corregedoria Geral da Justiça de Goiás (CGJGO); Leir Gomes da Silva, da Divisão de Gestão e Acompanhamento de Metas da CGJGO; Regina Aparecida Severino, da Divisão de Arquitetura; Adriana Mesquita, da Coordenação do Assessoramento da Secretaria de Gestão Estratégica (SGE); Arlene Máximo de Carvalho, da Assessoria Setorial de Planejamento da Diretoria de Recursos Humanos; Daniela Ferreira Souza Soares, da Divisão de Alocação e Atendimento ao Servidor; Sandia Cristina Ribeiro Lima, da Diretoria de Recursos Humanos; Antônio Pereira Leite da Divisão de Publicações Oficias Eletrônicas e Jurisprudenciais; e Eduardo Faria de Araújo, representante do Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (Sindjustiça).