Projeto de Ergonomia da JFRN será premiado em congresso internacional


 O projeto desenvolvido pela Justiça Federal no Rio Grande do Norte e direcionado para Ergonomia e Segurança no Trabalho, ProErgo, será premiado em evento internacional. Nesta semana, a organização do 19º Congresso de Stress da ISMA-BR, 21º Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho, 11º Encontro Nacional de Qualidade de Vida na Segurança Pública e 11º Encontro Nacional de Qualidade de Vida no Serviço Público comunicou à Seção Judiciária Potiguar a escolha da prática da JFRN como vencedora do  Prêmio Hans Selye na categoria “Melhor Prática Empresarial”.

 O projeto é desenvolvido pela Seção Judiciária e contempla várias ações, como: análise ergonômica do trabalho, definindo mobiliários adequados à necessidade da atividade laboral; análise ambiental, incluindo as condições de temperatura efetiva, ruído e iluminação dos espaços de trabalho; e estudo de outros fatores que possam influenciar a saúde e a integridade física e mental dos colaboradores.

 O trabalho, que é desenvolvido pela Seção Judiciária do Rio Grande do Norte em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), já calcou inúmeros e expressivos resultados: dentre eles, destaca-se a criação do Comitê de Ergonomia – COERGO – por servidores de todas as subseções da JFRN, com o escopo e a responsabilidade de servir como o elemento base e fomentador de discussões e planejamentos com vistas ao desenvolvimento das ações ergonômicas do órgão.

Ainda como resultados da pesquisa, um dos pontos mais impactantes quanto à inovação de técnicas ergonômicas foi a criação do software ERGO, que auxiliará na identificação e prevenção de problemas ergonômicos dos servidores. Haverá, ainda, uma câmera especializada, que captará imagens do servidor em seu posto de trabalho e as transformará em relatórios para avaliação diagnóstica. O material permitirá a identificação de posturas inadequadas dos colaboradores durante a jornada laboral.