08 de janeiro de 2018

Presidente do Sindifern respondeu a um comentário do Juiz de Execuções Penais sobre salários dos auditores fiscais na rede social


O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do RN (Sinddfern), Fernando Freitas, respondeu nesta segunda-feira, 8, a um comentário postado pelo juiz de Execuções Penais de Natal, Henrique Baltazar, em seu perfil do Facebook, no domingo.

Ao citar dados do Portal da Transparência, Baltazar afirmou que cerca de 400 servidores do Executivo ganham, no Fisco, o equivalente ao que recebem ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), contra apenas 16 delegados da Polícia Civil que faturam a mesma quantia.

Embora desviando de uma polêmica com o magistrado, o presidente do Sindfern lembrou que o teto de salário recebido por um auditor fiscal no RN é o mesmo percebido em outros 24 unidades da Federação, ou seja, 90,25% do que ganha um desembargador do Tribunal de Justiça.