Prefeita visitou a Associação de Agricultores e Agricultoras Familiares da Agrovila Pomar


Durante a agenda de visitas à Zona Rural de Mossoró neste domingo (03), a prefeita Rosalba Ciarlini visitou a Associação dos Agricultores e Agricultoras Familiares da Agrovila Pomar (ASSAF). São 84 famílias ligadas a Associação que produzem renda através do trabalho no campo. A Prefeitura de Mossoró desempenhou um papel importante na manutenção da renda da comunidade porque assegurou o conserto do poço da Agrovila.

De acordo com presidenta da ASSAF, Francileide Lima, 42 anos, a água que foi garantida às famílias da comunidade vem assegurando uma renda superior a R$ 2 mil aqueles associados que cultivam e produzem alimentos regularmente. “Dentro dos assentamentos tem como produzir, nossa comunidade é autossustentável. Com essa água regular eu chego a fazer em média R$ 4,5 mil, tirando os gastos fico com mais de R$ 2 mil de lucro. Aqui fazemos reutilização da água e tudo é sustentável. ”, explicou a presidenta.

Ela produz em um terreno de 40 x 70 metros frutas como melancia, mamão, acerola, coco, goiaba, siriguela, graviola e cajarana, além de legumes, ovos, hortaliças, mel, pimenta, macaxeira e mantém uma horta orgânica. Os legumes, hortaliças e ovos são vendidos em feirinhas orgânicas aos sábados, às 5h, ao lado do Museu Municipal e as terças-feiras na UERN e CAERN. No dia 12 de julho de 2017 a prefeita Rosalba Ciarlini sancionou a Lei n°3.564 que reconhece de utilidade pública a ASSAF.

Defensora de uma agricultura sustentável, Rosalba parabenizou a comunidade, reconheceu a importância do trabalho de outras instituições parceiras da Associação e destacou que a Prefeitura está à disposição para contribuir com o trabalho dos agricultores. “Estamos em mais uma manhã de trabalho visitando a ASSAF, no Pomar, Zona Rural. Aqui nós podemos ver que é possível sim ter uma agricultura familiar sustentável. É possível viver com dignidade. Nós aqui também para trocar ideias, somar esforços no sentido de puder ajudar para que esse trabalho cresça cada vez mais com mais produção e geração de renda.”, finalizou Rosalba.