Pesquisa Covid-19 inicia segunda etapa no RN


Inicia hoje (15), e segue até o domingo (17), a segunda etapa da Pesquisa Covid-19, desenvolvida pelo Governo do RN, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), em parceria com o Instituto Amostragem do estado do Piauí.

O objetivo é mapear e compreender o comportamento da doença em oito municípios que sediam as regiões de saúde do RN: Pau dos Ferros, Mossoró, Assu, Natal, João Câmara, São José de Mipibu, Santa Cruz e Caicó.

A pesquisa acontece em três etapas com intervalo de uma semana entre elas, sendo 2.300 domicílios aproximadamente em cada etapa. O inquérito tem o apoio do Comitê Científico instaurado desde o início da pandemia com pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS)/UFRN. O primeiro ciclo da pesquisa aconteceu de 8 a 10 de janeiro e o terceiro e último ciclo será realizado de 22 a 24 de janeiro. A meta é realizar 24 mil entrevistas e exames no total.

Em cada domicílio um questionário é aplicado com perguntas referentes a sintomas, estado de saúde, idade, comorbidades, entre outras questões importantes para embasar a pesquisa. O exame será realizado com amostra de sangue obtida através de punção digital e o estudo de validação apresentado pelo fabricante identificou uma sensibilidade de 86,4% e especificidade de 99,6% de segurança no resultado.

Todos os indivíduos selecionados para a amostra do inquérito populacional serão informados sobre os objetivos do estudo, riscos e vantagens. O material e todas as informações serão coletados após assinatura do termo de consentimento do participante. Os pesquisadores também aproveitarão as visitas para orientar a população quanto a medidas de prevenção contra a Covid-19, como o distanciamento social e uso de máscaras.

“Contamos com o apoio da população para acolher os pesquisadores, que foram devidamente treinados, e estarão identificados com a logomarca do governo e o símbolo da pesquisa. Foi um investimento de aproximadamente 2 milhões de reais que irá proporcionar um melhor direcionamento das ações no sentido de enfrentamento da pandemia. O RN é um dos estados que mais investiu na política de testagem, além do RT-PCR temos a testagem sorológica disponível em todos os municípios do estado”, disse a secretária adjunta da saúde, Maura Sobreira.

O estudo envolve risco mínimo para a saúde dos participantes, pois consiste apenas na aplicação de um questionário e do exame sorológico.  É importante ressaltar que, se houver qualquer desconforto, o participante poderá deixar de participar a qualquer momento. Os indivíduos testados em campo terão um número de telefone celular registrado para que possam receber informações sobre o resultado do teste. Os casos positivos serão notificados para o serviço municipal de saúde para providências necessárias.