Ministra Rosa Weber é reconduzida para mais um biênio no TSE
25 de maio de 2018

Ministra Rosa Weber é reconduzida para mais um biênio no TSE


O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em sessão plenária desta quinta-feira (24), reconduzir a ministra Rosa Weber ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a decisão, ela passa a exercer seu segundo e último mandato como ministra titular da Corte Eleitoral.  A magistrada ocupa um assento no plenário do TSE desde 24 de maio de 2016. Em 6 de fevereiro deste ano, assumiu a Vice-Presidência do órgão.

O placar da votação indicou nove votos para Rosa Weber e um voto para o ministro Edson Fachin. É costumeiro nas eleições de tribunais superiores que o ministro indicado para o cargo em votação não vote em si mesmo.

Dos sete ministros titulares que compõem o TSE, três são originários do STF: Luiz Fux, que preside o Tribunal, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso. Além deles, há dois ministros oriundos do Superior Tribunal de Justiça (STJ) – Napoleão Nunes Maia Filho, que ocupa o cargo de corregedor-geral eleitoral, e Jorge Mussi – e dois ministros juristas: Admar Gonzaga e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto. Todos cumprem mandatos de dois anos, podendo ser reconduzidos uma vez.