4fe84330-534d-48a9-af2c-a8ecf59b1bbb
12 de julho de 2018

Juízes e servidores podem concorrer à indicação para compor Comitê de Gestão de Pessoas do TJRN


Após a eleição dos servidores que irão compor o Comitê Local de Gestão de Pessoas do Tribunal de Justiça do RN, a Presidência do TJ abriu prazo de 30 dias para a inscrição de magistrados e servidores que queiram concorrer à categoria de membro indicado pelo Tribunal. Também está aberta a inscrição para os magistrados que queiram concorrer à vaga remanescente por votação direta de seus pares. A Portaria nº 759/2018 foi publicada na edição do Diário da Justiça Eletrônico de 9 de julho.

Nos termos da Resolução nº 240 do Conselho Nacional de Justiça, que instituiu o Comitê Gestor de Pessoas, dois magistrados e dois servidores deverão ser eleitos para o comitê por meio de votação direta por seus respectivos pares. A resolução prevê ainda que o tribunal indique um servidor e um magistrado para o Comitê. Além disso, o tribunal deverá escolher um servidor e um magistrado a partir da lista de inscritos para as eleições.

Nas eleições diretas já realizadas, foi eleita a juíza Tatiana Socoloski Perazzo Paz de Melo, do Juizado Especial da comarca de Nova Cruz, como representante da magistratura, restando uma vaga a ser preenchida por eleição. Como representantes dos servidores, foram eleitos Francisco Chibério da Silva Júnior, da 10ª Vara Criminal de Natal; e Cláudio José Marinho de Lima, da Coordenação dos Juizados Especiais do RN. Os eleitos terão mandatos de dois anos, sendo permitida uma recondução.

Saiba mais

O Comitê Gestor de Pessoas foi instituído pela Resolução 240/2016, do Conselho Nacional de Justiça, para viabilizar a implementação de políticas de valorização dos magistrados e servidores, a gestão por competências, o reconhecimento de habilidades, o aprimoramento das condições de trabalho, a proteção do bem estar, além do aperfeiçoamento da eficiência da operação judiciária.

Assim, o Comitê Gestor Local irá monitorar, avaliar e divulgar o desempenho e os resultados obtidos pela área de Gestão de Pessoas do TJRN. E irá trabalhar na interlocução com a Rede de Gestão de Pessoas do Poder Judiciário, com o intercâmbio de ações, entraves a serem superados, aprendizados e objetivos alcançados. O dispositivo vai coordenar o plano estratégico local deste segmento.