Gabinete do desembargador Claudio Santos é o sétimo do TJRN a receber selo de 100% digital


O gabinete do desembargador Claudio Santos é o sétimo do Tribunal de Justiça a alcançar a marca de 100%, não havendo mais processos físicos conclusos ou pendentes de análise. Com isso, o gabinete passa a trabalhar somente com processos eletrônicos do sistema PJe. O feito foi reconhecido pela Presidência do TJRN na manhã desta quarta-feira (17) com a entrega de um certificado e do selo de 100% digital ao magistrado e servidores.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Rebouças, ressaltou que a digitalização dos processos físicos em 2º Grau é uma meta da gestão que está se concretizando rapidamente.

“O gabinete do desembargador Cláudio Santos com muita dedicação e eficiência de seus assessores conseguiram o selo 100% digital e isso é um reconhecimento, estamos aqui para parabenizar toda a equipe por ter conseguido essa meta e acima de tudo é uma satisfação que o Tribunal está dando ao jurisdicionado”, parabenizou João Rebouças.

O desembargador Claudio Santos enalteceu a iniciativa da Presidência em encerrar os processos físicos e parabenizou os servidores do seu gabinete pela excelência e determinação em cumprir a meta. “É o maior objeto da atual administração do Tribunal de Justiça ao qual nos acostamos desde o início, tivemos o empenho de todos os servidores, de todos os funcionários, a ajuda dos estagiários também foi extremamente importante”, comentou o magistrado.

A meta da Presidência é que até setembro todos os 15 gabinetes do TJRN tenham zerado os processos físicos. O gabinete do próprio presidente, do vice-presidente, desembargador Virgílio Macêdo Jr, e do corregedor geral de Justiça, desembargador Amaury Moura Sobrinho; foram os primeiros a atingir a meta da nova gestão. Logo após, a desembargadora Zeneide Bezerra, foi agraciada com o selo. Os desembargadores Expedito Ferreira e Amílcar Maia também já cumpriram a meta de serem 100% digital, e receberão o selo na sequência.