Escolas de Ensino Fundamental de Mossoró estão prontas para renovação de matrículas
05 de janeiro de 2018

Escolas de Ensino Fundamental de Mossoró estão prontas para renovação de matrículas


Dois professores da Rede Municipal de Ensino estão de malas prontas para uma viagem internacional com o objetivo de capacitação no ensino da Língua Inglesa. Os dois docentes participaram de uma prova seletiva da Fulbright (programa de bolsas de estudo para incentivar o intercâmbio de pessoas, conhecimentos e técnicas) em parceria com a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o governo brasileiro.

O curso terá duração de seis semanas e os dois professores de Língua Inglesa são Jobson Barbosa, que atua nas Escolas Municipais Evilásio Leão, F. A. Batista e Alexandre Linhares; e Ramilson Medeiros, da Escola Municipal Manoel Assis. Jobson ficará na cidade de São Francisco, no estado da Califórnia, e Ramilson seguirá para a cidade de Ames, no estado de Iowa.

No dia 10 de janeiro eles embarcam para São Paulo, onde participarão de uma preparação para a viagem americana, e no dia 13 de janeiro embarcam para os Estados Unidos da América.

“É uma realização pessoal e também profissional. As pessoas costumam muito perguntar a todo professor de inglês se ele conhece um país de língua inglesa, e agora eu poder dizer que sim. Além disso, será uma experiência riquíssima para o crescimento profissional”, disse o professor Jobson Barbosa.

“Essa viagem vai nos oportunizar conhecer a metodologia do ensino da língua inglesa nos Estados Unidos. Teremos a oportunidade de conhecer universidades e escolas e ver perto como esse ensino é feito, além de conhecer a cultura americana”, explicou o professor Ramilson Medeiros.

A secretária municipal de Educação, Esporte e Lazer, Magali Delfino, recebeu os dois professores na secretaria e garantiu uma ajuda de custo para a viagem. “A viagem desses dois professores para uma capacitação nos Estados Unidos significa muito para a nossa rede municipal de ensino. Nós teremos no nosso quadro professores com vivência de outras culturas e que farão a diferença no ensino da língua em nossas escolas”, destacou a secretária.