CNJ nomeia diretor de Projetos do Departamento de Pesquisas Judiciárias
18 de outubro de 2018

CNJ nomeia diretor de Projetos do Departamento de Pesquisas Judiciárias


O Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) concluiu o processo de seleção de diretor de Projetos, aberto em 24 de setembro. Igor Caires Machado, analista judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia (TH-BA), foi nomeado para o cargo.

O diretor atuará na Secretaria Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica (SEP), sessão criada pela atual gestão do CNJ, como braço da Secretaria-Geral, com o intuito de descentralizar os trabalhos. A nova secretaria tem entre suas atribuições a de acompanhar e monitorar o desempenho, consolidar e fornecer informações sobre o andamento de projetos institucionais.

Para a vaga, conforme o edital, era exigido nível superior em qualquer área de conhecimento e, no mínimo, 10 anos de vínculo com o Poder Judiciário, além de experiência em gestão de projetos e desenvolvimento de pesquisas.

Na mesma seleção, foi oferecida vaga para o cargo de diretor técnico, exclusivamente para servidores do CNJ. A edição do Diário Oficial desta quarta-feira (17/10) trouxe a nomeação de Igor Guimaraes Pedreira no cargo.

Produção

Entre outras atribuições, o DPJ é responsável pela produção do anuário Justiça em Números e da série Justiça Pesquisa. Além disso, edita os levantamentos CNJ em Números e Supremo em Ação e também a Revista CNJ.