A frustração de Moro e seu temor sobre anulação da Lava-Jato


Desde que foi para iniciativa privada, Sergio Moro submergiu, inclusive, nas redes sociais. Em conversas reservadas, porém, o ex-ministro anda soltando o verbo. A interlocutores, diz que está “impressionado” com a ausência de operações e investigações de combate à corrupção.

Neste semestre, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar a suspeição de Moro no caso do triplex do Guarujá atribuído da Lula. A pessoas próximas, o ex-juiz faz críticas ao desmonte dos modelos das forças-tarefas e admite que tem receio que aconteça um efeito cascata com outras condenações da Lava-Jato.

Quando o assunto é política, Moro evita falar sobre seus planos e articulações, mas deixa claro que está ciente que não é bem quisto por uma parcela da classe política.

– Parte considerável dos políticos de Brasília me odeia – disse ele a um interlocutor.